Perguntas e Repostas Freqüentes

O que é o Movimento Samaritanos?
É um trabalho que tem por objetivo a prevenção do suicídio e valorização da vida, através de voluntários que procuram facilitar o desabafo de pessoas angustiadas, desesperadas... pessoas que, muitas vezes, já não vêem motivos para continuar vivendo.

Como sobrevive o trabalho? O Movimento Samaritanos recebe doações?
O trabalho dos Samaritanos é mantido pelos próprios voluntários. O Posto Samaritanos não está ligado a nenhuma entidade, grupo ou religião. Qualquer divulgação é sempre uma oferta da Instituição que a faz(rádio, tv, jornal etc). Doações são raras, mas, quando ocorrem, são utilizadas na divulgação do trabalho para que mais pessoas necessitadas possam se beneficiar do atendimento.


Qual a filosofia do Movimento Samaritanos? Salvar vidas, amparar psicologicamente os desesperados, dar conselhos ou somente ouvir quem necessita de ajuda?
Há sempre alguém com quem falar. A postura dos voluntários samaritanos consiste em ouvir o desabafo das pessoas que estão passando por alguma situação que as esteja deixando emocionalmente abaladas e fragilizadas, repartindo com elas estes momentos.

Qual a diferença entre o trabalho do voluntário Samaritano e o de um psicólogo?
Para ser um voluntário samaritano não precisa haver formação profissional específica, embora haja treinamento interno permanente. Não se diagnostica, não se é substituto de terapeutas. O contato com o Movimento Samaritanos é gratuito, ocorrendo, na maioria das vezes, uma única vez.

O atendimento do voluntário samaritano funciona como terapia?
Não. Percebe-se que funciona como apoio emocional, baseado na oferta de atenção e calor humano.

O Posto Samaritanos têm algum tipo de rastreador de chamadas?
Não. É fundamental no atendimento preservar o anonimato de quem procura o serviço. A pessoa que liga pode ter a certeza absoluta de que tudo que disser é sigiloso, mesmo que ela se identifique.

O posto Samaritanos só atende por telefone?
O posto Samaritanos presta atendimento pessoal no posto ou através do telefone 11 288-4111. O atendimento pessoal ocorre entre 08h e 18h. Futuramente, poderá haver atendimento por e-mail.

O que as pessoas costumam falar quando ligam?
Sobre o que sentem necessidade. Falam de suas perdas, seja a da saúde, do amor, do status, dos ganhos etc e de seus sentimentos relacionados com elas.

Vocês têm muitas ligações de pessoas com real intenção de cometer o suicídio?
As pessoas que verbalizam claramente a idéia suicida são poucas. Poder desabafar reduz a potencialidade suicida, o Movimento Samaritanos procura fazer a prevenção ao suicídio desta maneira.

Como vocês fazem se a pessoa se arrepende de alguma ação que já tomou, como ter ingerido medicamentos?
A pessoa que liga direciona a conversa. Ela fala o que quer, desliga quando quer e volta ou não a ligar. Se ela, na situação colocada, pedir socorro e desejar ser socorrida, o voluntário samaritanos buscará formas de ajudá-la.

Qual o caso mais drástico que um voluntário samaritano já atendeu?
Um dos alicerces do trabalho do movimento Samaritanos é o sigilo. Por isso, os voluntários mantêm somente para si o que ouviram.

Os voluntários samaritanos não correm o risco de ficarem deprimidos?
Os voluntários samaritanos participam de treinamentos constantes a fim de se aperfeiçoarem para que possam oferecer o melhor de si e também não trazer para si os problemas de quem os procuram. Como pessoas, podem ficar deprimidos, não estão imunes a isto.

Inicial <<




Movimento Samaritanos © 2003 Site mantido gratuitamente por